Editora Caramurê lança livro de contos “Histórias e histórias da Bahia”

Personagens baianos reais norteiam o livro de contos Histórias e histórias da Bahia, que a editora Caramurê lança, nesta terça-feira (dia 25). A publicação tem como cenário a Bahia do século XIX e busca proporcionar ao leitor uma viagem pelos anos de 1800. Seus personagens, de modo geral, não são tão conhecidos do grande público, mas nem por isso deixam de ter sua marca reconhecida nos âmbitos artístico, econômico, político e social baiano da época.

Histórias e Histórias da Bahia é composto por oito contos, cada um tem relação com um personagem da Bahia. Com a proposta de trazer a narrativa ficcional de inspiração histórica, o livro remete o leitor a um passeio pelo tempo dos bondes de burro, dos lampiões a gás e de óleo de baleia.

Para o professor e escritor Daniel Rebouças, a obra “é uma convocação para prazerosas idas e vindas no tempo”. Para Fernando Oberlaender, editor e organizador da publicação, “trata-se de um livro que percorre o frágil limite entre ficção e realidade proporcionando ao leitor experiências inesquecíveis”.

Em o Olhar distante, Marcus Vinicius Rodrigues se debruça sobre uma fotografia, assinada por Gaensly e Lindemann para contar a visão deste último fotógrafo sobre a Salvador da época. No conto, Um certo João Ramos de Queiroz, de Carlos Ribeiro, o escritor transita entre o passado e o presente em busca de conhecer os caminhos daquele que foi um dos pioneiros no negócio de transportes urbanos de Salvador.

Agnese Trinci Murri, último amor do poeta Castro Alves, é inspiração de Mirella Márcia Longo para o conto Uma mulher como tantas. Saulo Dourado reescreve fatos que remetem a infância do médico Juliano Moreira em Todas as Luzes. Um dos maiores empreendedores do século XIX, Antônio de Lacerda, é o protagonista do conto O homem do elevador, de Suênio Campos de Lucena.

Também o mais conhecido crime passional da história da Bahia, que teve como vítima a donzela Julia Fetal, dá inspiração para o lirismo de Clarissa Macedo em O ouro da ira. A luta do jurista Luiz Gama, filho da negra Malê Luiza Mahin, pela libertação dos escravos é a inspiração para Wesley Correia em Libertário. Por fim, em Viva o Conselheiro, o escritor Aleilton Fonseca traz uma outra visão de um jornalista da época sobre a Guerra de Canudos.

O lançamento virtual de Histórias e Histórias da Bahia, da Editora Caramurê, acontece nesta terça-feira (dia 25), às 19h30, com transmissão pelo no canal do YouTube TV Caramurê. Participam do evento o organizador Fernando Oberlaender, o historiador Daniel Rebouças e os autores Aleilton Fonseca, Carlos Ribeiro, Clarissa Macedo, Marcus Vinícius Rodrigues, Mirella Márcia Longo, Saulo Dourado, Suênio Campos de Lucena e Wesley Correia. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Serviço:

O quê: Lançamento do livro Histórias e histórias da Bahia

Quanto: terça-feira (dia 25), às 19h30

Onde: no canal da Editora Caramurê no YouTube

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de rádio e TV, tem experiência com web jornalismo e há 12 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.