Pesquisar por:
Guns N’ Roses, Måneskin e Djavan são as novas atrações anunciada pelo Rock in Rio 2022
Guns N’ Roses, Måneskin e Djavan são as novas atrações anunciada pelo Rock in Rio 2022

O Rock in Rio 2022 anunciou três novas atrações que vão agitar a Cidade do Rock. Guns N’ Roses, Måneskin e Djavan foram confirmados pela organização do festival de música e entretenimento. A banda americana de Hard Rock retorna ao festival como atração principal do Palco Mundo no dia 8 de setembro. Ainda no mesmo dia, a banda italiana Måneskin estreia em solo brasileiro no mesmo palco. Já no dia 10, o cantor Djavan abre a noite do Palco Mundo, que já tem confirmado Coldplay como atração principal, além de Camila Cabello e Bastille. Marcado para os dias nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, o festival acontece no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.

Parceiros de longa data do Rock in Rio, onde realizaram shows inesquecíveis, o Guns N’ Roses está de volta ao festival com seus hits épicos como Sweet Child O’ Mine e Welcome To The Jungle, e as recém-lançadas ABSUЯD e Hard Skool. A banda fecha a noite no Palco Mundo sob o comando do vocalista ícone da banda, Axl Rose, que será acompanhado por Slash na guitarra, Duff McKagan no baixo, Richard Fortus na guitarra, Frank Ferrer na bateria, e os tecladistas Dizzy Reed e Melissa Reese.

Os italianos do Måneskin, uma das atrações mais pedidas pelos fãs da Cidade do Rock, que recentemente ganhou o prêmio de Melhor Grupo de Rock no MTV EMA, farão uma apresentação inédita no Brasil, também no Palco Mundo, logo antes do Guns N’ Roses. No setlist, o público pode esperar pela canção de sucesso Beggin, que já possui mais de 770 milhões de reproduções no Spotify e chegou ao topo das paradas de rádio nos Estados Unidos, além de seus últimos lançamentos como I Wanna Be Your Slave e Mammamia.

Responsável por abrir a noite no Palco Mundo no dia 10 de setembro, o cantor Djavan, ícone da cena musical brasileira e que passa por diversos estilos musicais em seu repertório, entre eles o jazz, o blues, o pop, o samba e a música flamenca, vai encantar o público com clássicos como: Sina, Flor de Lis, Se…, Eu Te Devoro, Oceano, Samurai e Meu Bem Querer, entre vários outros. Curiosamente, não será a estreia do cantor no festival. Embora a edição de 2022 marque a sua primeira apresentação exclusiva no evento, Djavan esteve no Rock in Rio em 1991, quando fez uma participação especial no show do guitarrista Carlos Santana com Oceano e Soweto, ambas canções do artista brasileiro.

Morre compositor baiano Paulinho Camafeu, autor de "Que bloco é esse?"
Morre compositor baiano Paulinho Camafeu, autor de “Que bloco é esse?”

O compositor baiano Paulinho Camafeu será enterrado nesta terça-feira (dia 30), às 16h, no Cemitério do Campo Santo, em Salvador. O músico, de 73 anos, estava internado no Hospital do Subúrbio, na capital baiana há uma semana e faleceu na noite desta segunda-feira (dia 29), em decorrência de problemas cardíacos. Paulinho Camafeu é autor de sucessos como Afoxé Badauê, Menina do Cateretê e Que bloco é esse?, um dos hinos do bloco afro Ilê Aiyê. Ele foi um dos precursores da Axé Music, autor da música Fricote, em parceria com Luiz Caldas, em 1985. A canção é considera o ponto de partida do ritmo musical baiano.

Artistas e autoridades usaram as redes sociais para lamentar a morte do compositor Paulinha Camafeu.

Lulu Santos relembra sucessos em show on-line com a Orquestra Ouro Preto
Lulu Santos relembra sucessos em show on-line com a Orquestra Ouro Preto

Um dos maiores nomes do pop rock nacional, o cantor e compositor Lulu Santos é o convidado especial do show on-line da Orquestra Ouro Preto. O concerto, que vai ao ar neste sábado, dia 4 de dezembro, revive clássicos da carreira do artista em releituras orquestradas inéditas. Gravado em uma das mais importantes salas de concerto do Brasil, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, o programa será transmitido gratuitamente às 20h30, no canal da Orquestra no YouTube.

Das baladas românticas ao pop dançante, o programa especial para a noite de sábado traz no repertório um novo olhar para músicas que atravessam gerações. Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo e arranjos de Paulo Malheiros, o público vai cantar junto, de casa, sucessos como Toda forma de amor, A cura, O último romântico, entre outras.

“O som da Orquestra Ouro Preto é pura sedução, é seda e perfume, é sonho de valsa. Os arranjos delicados, a regência envolvente do maestro Rodrigo Toffolo e a delicada execução dos musicistas acariciam a canção e as revelam em todo seu potencial. Se eu pudesse e se meu dinheiro desse, nunca mais tocaria sem ela”, declara Lulu Santos.

Lulu escreve seu nome na história da música brasileira desde os anos de 1970, época em que entrou para o cenário artístico. No início dos anos 1980, deu o pontapé inicial em sua carreira solo, com composições assinadas pelo amigo Nelson Mota e não parou mais. Em mais de 40 anos de carreira, soma mais de 7 milhões de discos vendidos, 42 álbuns de estúdio e compilações, 5 álbuns ao vivo e inúmeros singles e participações com outros artistas. Muitas de suas músicas são consideradas verdadeiros hinos pop.

Para o Maestro Rodrigo Toffolo, “Lulu Santos é um artista genial, uma figura indispensável da música brasileira. Sua carreira tem uma infinidade de sucessos atemporais sintonizados em diferentes gerações. ‘Faltam dedos para contar’ o tanto de hits que ele fez ao longo do tempo. Sua música bate nas pessoas de uma forma especial, porque ele tem essa capacidade de mandar mensagens, de tocar o coração e de ter do público aquilo que é o mais importante: a escuta. As pessoas escutam Lulu e se emocionam com sua música. É um prazer estar ao lado de um artista dessa grandeza”, completa.

Serviço:

O quê: Show Orquestra Ouro Preto SulAmérica Sessions com Lulu Santos

Quando: sábado, dia 4 de dezembro, às 20h30

Onde: no canal da Orquestra Ouro Preto no YouTube

Classificação: Livre para todas as idades

Lulu Santos relembra sucessos em show on-line com a Orquestra Ouro Preto
Lulu Santos é o convidado especial do show on-line, que foi gravado na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação
Livro infantil de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz é o grande vencedor do Prêmio Jabuti 2021
Livro infantil de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz é o grande vencedor do Prêmio Jabuti 2021

O livro infantil Sagatrissuinorana, dos escritores João Luiz Guimarães e Nelson Cruz, foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti 2021. A cerimônia de premiação, que foi realizada pela segunda vez em formato virtual, aconteceu na noite desta quinta-feira (dia 25). A 63ª edição do Prêmio Jabuti, promovido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), premiou obras em 20 categorias divididas em 4 eixos: Literatura, Não Ficção, Produção Editorial e Inovação. O ator e apresentador Dan Stulbach foi o mestre de cerimônias do evento.

Além da estatueta dourada, os autores de Sagatrissuinorana, João Luiz Guimarães e Nelson Cruz, dividirão o valor de R$ 100 mil. O livro publicado pela ÔZé Editora é uma homenagem ao grande João Guimarães Rosa. A história reconta a fábula dos Três Porquinhos tendo como pano de fundo o rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho. Segundo a sinopse, “o texto segue a sintaxe roseana, ao mesmo tempo em que não se furta a registrar criticamente duas das maiores tragédias socioambientais do país – e que tiveram as Minas Gerais como palco”.

Para presidente da Câmara Brasileira do Livro, Vitor Tavares, esse resultado marca a força de um dos maiores motores da literatura nacional: as crianças. “É formando jovens leitores que conseguimos difundir os livros em todas as esferas da sociedade brasileira. Por isso, é tão importante termos uma produção relevante para oferecer aos pequenos. Essa premiação mostra que estamos no caminho certo”, comenta.

Além de Livro do Ano, o Prêmio Jabuti anunciou ganhadores de cada uma das 20 categorias. Os autores são contemplados com a estatueta e o prêmio no valor de R$ 5 mil.

Confira a lista completa dos premiados do Prêmio Jabuti 2021:

Eixo: Literatura

Conto

1º Lugar – Título: Flor de gume | Autora: Monique Malcher | Editora: Jandaíra


Crônica

1º Lugar – Título: Histórias ao redor | Autor: Flávio Carneiro | Editora: Cousa


Histórias em Quadrinhos

1º Lugar – Título: META: Depto. de Crimes Metalinguísticos | Autores: André Freitas, Omar Viñole, Marcelo Saravá e Dayvison Manes | Editora: Zarabatana Books


Infantil

1º Lugar – Título: Sagatrissuinorana | Autores: João Luiz Guimarães, Nelson Cruz | Editora: ÔZé Editora


Juvenil

1º Lugar – Título: Amigas que se encontraram na história | Autoras: Amma e Angélica Kalil | Editora: Quintal Edições


Poesia

1º Lugar – Título: Batendo pasto | Autora: Maria Lúcia Alvim | Editora: Relicário


Romance de Entretenimento

1º Lugar – Título: Corpos secos | Autores: Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso, Samir Machado de Machado e Luisa Geisler | Editora: Alfaguara


Romance Literário

1º Lugar – Título: O avesso da pele | Autor: Jeferson Tenório | Editora: Companhia das Letras


Eixo: Não Ficção

Artes

1º Lugar – Título: Atlas Fotográfico da cidade de São Paulo e arredores | Autores: Tuca Vieira, Guilherme Wisnik e Henrique Siqueira | Editora: AYO


Biografia, Documentário e Reportagem

1º Lugar – Título: A república das milícias: Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro | Autor: Bruno Paes Manso | Editora: Todavia


Ciências

1º Lugar – Título: Ciência no cotidiano: viva a razão. Abaixo a ignorância! | Autora: Carlos Orsi, Natalia Pasternak | Editora: Contexto


Ciências Humanas

1º Lugar – Título: Sobreviventes e Guerreiras | Autora: Mary Del Priore | Editora: Planeta do Brasil


Ciências Sociais

1º Lugar – Título: A razão africana: breve história do pensamento africano contemporâneo | Autor: Muryatan S. Barbosa | Editora: Todavia


Economia Criativa

1º Lugar – Título: Prato Firmeza Preto: Guia Gastronômico das Quebradas de SP | Autores: Guilherme Petro, Jamile Santana, Milu Araujo e Amanda Rahra | Editora: Énois Inteligência Jovem


Eixo: Produção Editorial

Capa

1º Lugar – Título: Sul da fronteira, oeste do sol | Capista: Ana Paula Hentges, Gabriela Heberle, Bruno Miguell Mendes Mesquita e Sabrina Gevaerd | Editora: Alfaguara


Ilustração

1º Lugar – Título: Carona | Ilustrador: Guilherme Karsten | Editora: Companhia das Letrinhas


Projeto Gráfico

1º Lugar – Título: O Médico e o Monstro | Responsável: Giovanna Cianelli | Editora: Antofágica


Tradução

1º Lugar – Título: Divã ocidento-oriental | Tradutor: Daniel Martineschen | Editora: Estação Liberdade


Eixo: Inovação

Fomento à Leitura

1º Lugar – Título: Slam Interescolar SP | Responsável: Emerson Alcalde | Editora: Emerson Alcalde


Livro Brasileiro Publicado no Exterior

1º Lugar – Título: Tupinilândia | Autor: Samir Machado de Machado | Editora: Editions Métailié, Todavia


Veja ou reveja a cerimônia do 63º Prêmio Jabuti

YouTube player
Alcione cancela participação no show "Encontros Tropicais", em Salvador
Alcione cancela participação no show “Encontros Tropicais”, em Salvador

A cantora Alcione cancelou sua participação no show Encontros Tropicais: Frequência do Gueto, em reverência ao mês da Consciência Negra, em Salvador. A organização do evento, que ocorre nesta sexta-feira (dia 26), informou que Alcione, de 74 anos de idade, foi diagnosticada com uma forte gripe e não poderá participar do espetáculo. Ainda segundo o comunicado do evento, a cantora está sendo medicada e acompanhada por uma equipe médica até sua recuperação plena.

A realização do show Encontros Tropicais: Frequências do Gueto está mantida nesta sexta-feira, entre às19h30 e às 21h20, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Produzido por Rafa Dias, do grupo Àttøøxxá, em cocriação com Carlinhos Brown e Larissa Luz, o espetáculo celebrará os ritmos originários dos guetos que inspiraram uma música inédita da marca na série Criatividade Tropical: Abre as Portas para o Gueto cocriada pela cantora IZA e jovens talentos das periferias brasileiras.

No espetáculo, a atriz Nara Gil será a Mestre de Cerimônia dando vida à apresentadora de rádio DJ Afroblack para narrar os três blocos temáticos do espetáculo, que apresentarão releituras de hinos do samba, black music e novos ritmos, com uma homenagem a trajetória da Alcione. A grade de atrações do espetáculo também inclui Criolo, WD, participante da 10ª temporada do programa The Voice Brasil, Jéssica Ellen, Banda Didá, Lukinhas, Rafael Porrada e Stephanie, talentos da série de Devassa, além dos anfitriões Carlinhos Brown e Larissa Luz.

Os ingressos gratuitos do show Encontros Tropicais: Frequência do Gueto estão esgotados. O evento é promovido pela cervejaria Devassa, idealizado e produzido pela Atenas Comunicação, com direção artística de Coy Freitas e Elisio Lopes, coreografia do Zebrinha, conteúdo artístico Bruno Zambelli, conteúdo estratégico digital HNK Lab e mídia digital da iProspect (Red Star). O show será transmitido em rede nacional no canal da Devassa no YouTube.

Serviço:

O quê: Show Encontros Tropicais: Frequências do Gueto com Carlinhos Brown, Larissa Luz e Criolo

Quando: sexta-feira (dia 26), a partir das 18h (abertura dos portões)

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves (Praça Dois de Julho, s/n, Campo Grande, Salvador)

Quanto: ingressos esgotados

Magary Lord participa de evento beneficente em Salvador

O cantor e compositor Magary Lord participa da Amostra Primaverão, evento beneficente realizado neste sábado e domingo (dias 27 e 28), pela Paróquia Ascensão do Senhor, localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Este ano, o evento recebeu esse nome por ser uma versão menor do Festival Primaverão, devido às restrições da pandemia da Covid-19. Aos valores arrecadados serão revertidas para as ações realizadas pela paróquia, que em breve vai construir o Centro Comunitário Monsenhor José Hamilton, no bairro de Sussuarana, na capital baiana.

“A Amostra Primaverão é uma oportunidade de viver a solidariedade. Um momento da família, ao ar livre, para manter o apoio a mais de 300 migrantes, 40 famílias de jovens em situação de vulnerabilidade, que fazem parte do Coral Aponte e 30 empreendedores populares que fazem parte do Projeto de Economia Solidária”, afirma padre Manoel de Oliveira Filho.

No sábado (dia 27), Fernanda Vieira, Pablo Moura e convidados animarão a noite com o som do sertanejo universitário. Já no domingo (dia 28), a música fica por conta do Samba de Lico e Magary Lord. Além das atrações artísticas, a Amostra Primaverão terá barracas de gastronomia e a presença do Brechó do Bem.

Os recursos arrecadados no evento servirão para a construção do Centro Comunitário Monsenhor José Hamilton, no bairro de Sussuarana – Foto: Perspectiva

Serviço:

O quê: evento Amostra Primaverão 2021 com shows de Fernanda Vieira, Pablo Moura e convidados (sábado) e Samba de Lico e Magary Lord (domingo)

Onde: Estacionamento da Paróquia Ascensão do Senhor (Terceira Avenida do Centro Administrativo da Bahia – CAB, Sussuarana, Salvador-BA)

Quando: sábado (dia 27), das 19h às 23h e domingo (dia 28), das 12h às 18h

Quanto: R$ 80 (mesas de 4 lugares) e R$ 120 (mesas de 6 lugares) a venda pelos telefones (71) 99999-5420 (Marcelo) / (71) 99912-3460 (Rosana)

Jornalista baiana Márcia Moreira lança livro inspirado em experiência de abuso emocional
Jornalista baiana Márcia Moreira lança livro inspirado em experiência de abuso emocional

A jornalista, escritora e roteirista, Márcia Cordeiro Moreira, lança o livro Vida+Leve, nesta quinta-feira (dia 25), das 16h30 às 20h30, no Palacete das Artes, em Salvador. São 20 textos escritos a partir de uma experiencial pessoal de abuso emocional e que propõem uma reflexão sobre como manter a leveza dentro de nós face às muitas tarefas e o estresse que enfrentamos no dia a dia; diante das cobranças da “vida perfeita” feitas, principalmente, pelas redes sociais.  

“Este livro nasceu, principalmente, da minha vontade de falar de um período muito difícil da minha vida em que tive de enfrentar o isolamento, o deboche, o abuso emocional. São reflexões que tive de fazer, na época, para retomar meu equilíbrio emocional e que, agora, estou propondo a outras pessoas através desses textos”, explica Márcia Moreira. “Não estou ditando verdades, mas compartilhando aprendizados”, define. 

O livro Vida+Leve está subdividido em quatro capítulos: Compreender; Aceitar; Mentalizar e Praticar. O primeiro está relacionado a percepção de nossos limites, de nossas falhas. O segundo capítulo fala sobre autoestima e paz consigo mesmo. O terceiro capítulo aborda temas como estabelecer objetivos e a importância do perdão. O último capítulo traz a relevância de práticas como escutar, silenciar e celebrar. Confira, abaixo, entrevista exclusiva com a jornalista e escritora.

Novo selo

O livro Vida+Leve foi publicado pelo selo Bora Publicar, novo braço literário da editora P55. Na ocasião também será lançado o livro de poemas, minicontos e textos, Respirando Letras, de Gustavo Gordilho. “O título é uma brincadeira com o ato de respirar fundo, como algo necessário para se viver”, afirma o autor, que está fazendo sua estreia no mundo literário.

O evento de lançamento dos livros Vida+Leve (R$35) e Respirando Letras (R$40) será área aberta, dentro dos protocolos de segurança necessários por conta da pandemia. Além da versão impressa, ambas as publicações ganham versão digital e podem ser adquiridas no site p55.com.br e, em breve, na Amazon. O lançamento do livro conta com apoio do Palacete das Artes, equipamento cultural do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), vinculado a Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

Confira entrevista exclusiva com a jornalista, escritora e roteirista, Márcia Cordeiro sobre o livro Lida + Leve:

1) Como surgiu a ideia de reunir esses 20 textos nesta publicação? A pandemia lhe influenciou de alguma forma na produção do livro?

Márcia Moreira – São 20 textos que comecei a escrever a partir de uma experiência muito ruim morando numa cidade fora de Salvador. Passei pelo que as pessoas chamam de ‘tentativa de cancelamento’ ou ‘abuso emocional’ por parte de um grupo de pessoas. Durante quase um ano e meio me senti muito isolada, não tinha todo o suporte emocional, afetivo de amigos, de família que eu tenho. Essa experiência negativa me desestruturou de uma forma que nunca tive na vida e percebi que estava realmente fora do eixo, fora do meu equilíbrio. Então, comecei a buscar coisas que me trouxessem de volta esse equilíbrio. Eu comecei a fazer meditação, a ler textos, descobrir o ho’oponopono, e a fazer várias coisas que me trouxessem de volta a minha paz interior. Isso tudo aconteceu antes da pandemia, então durante a pandemia essa sensação de exclusão, de isolamento, só piorou um pouco. Quando voltei para Salvador, eu senti vontade de escrever sobre esse experiência, mas não no sentido biográfico de falar ‘tal dia aconteceu isso’. Eu quis falar sobre a minha experiência de buscar esse equilíbrio, de buscar esse autoconhecimento, porque comecei a fazer realmente uma revisão, pensando na minha vida, revisar várias coisas, revisar meus valores, me questionar porque também a opinião daquelas pessoas estava me incomodando tanto. Então, eu comecei a escrever um pouco dessa experiência e assim nasceu esse livro Vida + Leve. Comecei a escrever esses textos e assim nasceu o livro com essa ideia de falar desse processo de busca, de autoconhecimento, de equilíbrio, porque muitas vezes a gente acaba percebendo, e entendi isso nesse processo de aprendizado, que às vezes tem coisas que tiram a gente do sério não pela situação em si, mas pela forma como a gente encara e lida com essa situação.

2) Na frase de introdução do livro você fala que as redes sociais “preconizam que a vida deve ser um eterno parque de diversões: só alegrias. Mas a vida adulta inclui muitos outros elementos …”. Como seu livro pode ajudar na aceitação de que “fora dos stories” podemos ter nossos momentos ruins?

Márcia Moreira – Hoje a gente vive o mundo virtual de forma tão intensa que a gente acaba muitas vezes se desconectando da realidade e a realidade é o que eu falo, não é um sorriso de selfie. Ninguém passa 24 horas do dia sorrindo, encantado e feliz. Isso não é humano, isso não faz parte da realidade de ninguém. Então, a primeira coisa é a gente aprender isso. O livro está dividido em quatro capítulos: Compreender, Aceitar, Mentalizar e Praticar e em cada um desses capítulos eu trago cinco textos que falam de coisas diversas, como: você ficar em paz consigo mesmo, sua autoestima, eu falo sobre sonhos, sobre rir de se mesmo, fala sobre manter objetivos que sejam realizáveis. É um processo realmente de aprendizado, porque quando eu falo de vida mais leve, não é no sentido de você achar que tudo vai ficar lindo, tapar o sol com a peneira e dizer ‘não, só vou ver as coisas boas da vida’, ‘vou achar que tudo é ótimo’, ‘só vibrar positivamente’. Muito pelo contrário, é você se manter consciente a respeito do que está acontecendo ao seu redor e de como está a sua vida, o país, o mundo que a gente vive hoje com essa pandemia, que não tá fácil para ninguém e, ainda assim, você conseguiu se manter em paz e em equilíbrio. Não estou trazendo ensinamentos de lições de vida, não são 20 passos para ter uma vida tranquila. Não é isso. A minha proposta é que esses 20 textos proponham uma reflexão para que as pessoas, cada uma dentro do seu caminho, dentro das suas possibilidades, encontrem sua própria paz interior e consigam desenvolver esse olhar de leveza em relação ao seu dia a dia.

3) Como sua experiência pessoal pode ajudar os leitores?

Márcia Moreira – Eu espero, realmente, que esse livro possa indicar caminhos. Eu não estou propondo ensinamentos, estou compartilhando aprendizados. Eu espero que essas coisas que aprendi, que refleti, que realmente me ajudaram a encontrar meu equilíbrio, possam também, de alguma forma, ajudar outras pessoas. Eu vou, inclusive, ler um trecho de um texto do livro, que se chama Gratidão. ‘A gratidão não está associada a grandes momentos, mas a todos os momentos. Agradecer sempre por um dia de sol, por um dia de chuva, por uma música que toca nosso coração, por um filme que nos faz chorar, por uma comida gostosa, por um sorriso espontâneo, um abraço acolhedor. Ser grata pela vida e por tudo que dela emana. Essa prática nos ajuda a desenvolver um olhar mais generoso em relação ao nosso dia a dia‘.

4) O livro Vida + Leve está sendo publicado pelo selo Bora Publicar, da editora P55. Como você vê o mercado editorial para novos autores?

Márcia Moreira – Eu percebo que existe uma demanda muito grande de pessoas que escrevem, que se expressam através da escrita, seja por poemas, seja por contos, seja por textos mesmo variados e que querem publicar e às vezes não conseguem ter acesso a editoras. Então, primeiro eu sugiro que quem estiver pensando em publicar alguma coisa que procure editoras baianas. Nós temos várias editoras baianas no mercado. Eu já sou parceira da P55 já há algum tempo e esse é meu segundo livro que publico com eles. Dessa vez do selo ‘Bora Publicar’, mas já publiquei antes um livro de contos e poesias chamado As muitas mulheres em mim. Esse selo chega com a proposta diferenciada, que é justamente para quem já tem textos prontos e que está buscando uma forma de publicar de maneira mais rápida e menos burocrática e a Bora Publicar nasce, exatamente, com esse intuito, de fazer essa ponte entre o autor e os leitores.

5) Agora que este filho já está no mundo, há planos para uma nova publicação?

Márcia Moreira – Depois do Vida + Leve já estou escrevendo outro livro que tem a ver com essa experiência de situação de isolamento, de exclusão, e que são contos que eu comecei a escrever. Todos os contos tem como fio condutor o silêncio. O silêncio é o tema que perpassa todos esses contos. E já estou com uma ideia também de escrever um novo livro dentro dessa linha do Vida + Leve, de textos para falar sobre contemplação que é uma coisa que eu acho importantíssima no nosso dia a dia e que, muitas vezes, a gente deixa de fazer, deixa de praticar.

Serviço:

O quê: Lançamento dos livros Vida+Leve, de Márcia Cordeiro Moreira e Respirando Letras, de Gustavo Gordilho

Quando: quinta-feira (dia 25), das 16h30 às 20h30

Onde: Palacete das Artes (Rua da Graça, 284, Graça, Salvador-BA)

Mais informações: no site da editora P55 e no Instagram da escritora @marciamm8

Ouça a entrevista completa com a jornalista e escritora Márcia Moreira no episódio #23 do Podcast Destaques da Semana