Salve Salvador!*

Salvador da Bahia
Terra de encanto e magia
tua beleza espelhada
nas águas claras da baia,
a proteção a Todos os Santos confia
Teus filhos te bem dizem todos os dias,
rezam por ti nas 365 Igrejas
ou dançam ao som dos atabaques
dos terreiros de candomblé
Odoyá minha mãe Yemanja,
Odoyá!
Te referencio no dia 2 de fevereiro
no mar do Rio Vermelho
Me empanturrei com a moqueca de Dadá
No Largo das Baianas, provei o acarajé
da Dinha, Cira e Regina
tomei sorvete na Ribeiro
me banhei nas águas escuras do Abaeté
vi o pôr do Sol da Barra
Na vinda da pescaria
fui guiado pelo Farol de Itapuã
na sexta-feira pedi proteção
ao Senhor do Bonfim
Te procurei em Cajazeiras,
fui de trem no Subúrbio Ferroviário,
do Mercado Modelo
subir com o Elevador Lacerda,
saudei o poeta Castro Alves
na praça que é do povo
e te encontrei dançando ao som
do Oludum no Pelourinho
 
Nos olhos da morena formosa vi
a malícia de mulher,
o sorriso de menina
e a doçura da soteropolitana

*Escrita em 29 de março de 2003 em homenagem aos 454 anos de fundação da cidade de Salvador – BA.

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de rádio e TV, tem experiência com web jornalismo e há 12 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.